Crisis hit us

Pra quem perguntava “como as coisas estão indo na Finlândia” até um certo tempo atrás, eu respondia que estava tudo tranquilo, ainda sem sinais ou efeitos da crise. Bem, hoje a situacão está diferente – a Nokia andou fechando centros inteiros pelo país e cancelou dezenas de projetos R&D. Tudo bem, coisa que não monetiza acho que tem mais é que cancelar mesmo… afinal ninguém vive sem fazer dinheiro. Agora, convenhamos: se vc é gerente de uma empresa grande, e em momentos de crise se vê obrigado a “desmontar” um prédio inteiro, digamos 5 andares com umas 100 salas; é porque és um tremendo incompetente!

O caso de Jyväskylä não é o primeiro, certamente não é o último, em que a Nokia simplesmente “desplugou” uma organizacão inteira, mandando para o olho da rua várias centenas de empregados. Ora, como é possível que uma organizacão inteira se fez desnecessária da noite para o dia? Como é possível que 700 pessoas possam ser descartadas sem fazer falta para a empresa?

Quando eu estudei administracão de empresas, lembro que alguém comentou: em casos de crise, os primeiros a serem demitidos deveriam ser aqueles que fazem parte do “organizational fat”, a gordura empresarial – gerentes, administradores, etc. Ou seja, aqueles que não fazem nada em concreto, aqueles que “dizem aos outros o que fazer”. Tem um raciocínio lógico aí – se vc demitir as pessoas que fazem as coisas, restam apenas os que não fazem nada e apenas dizem o que fazer, quando fazer, etc. A partir daqui, temos o problema que não vai ter ninguém para executar, apenas planejar; certo? Bem, é uma simplificacão super exacerbada, mas espero que a idéia base esteja clara.

Com esta base eu concluí que a Nokia se preocupada demasiadamente com lucro e crescimento, ignorando completamente a sustentabilidade. Aliás, isto não é um sintoma “Nokiano”, fica muito mais evidente com a crise financeira americana – vc pergunta “mas porque esta crise está acontecendo” e eu vou responder “porque os banqueiros não se preocupavam que crescimento sustentável, ou lucro sustentável”. Dê o nome que quiseres. Factum est: a estratégia para fazer dinheiro com mágica foi a seguinte: tomar como crédito a casa do país inteiro, pensando que os imóveis sempre seriam “liquidáveis” suficiente (contando, claro, com a relacao básica de ofertaXdemanda) para garantir um BAITA superávit. O importante a saber aqui é que, os bancos não tinham realmente os imóveis em sua posse – mas eles jogavam com o montante de dinheiro como se os tivessem. Veja: transformaram hipoteca em moeda! Foi uma mágica muito inocente, idéia que deve ter parecido muito sedutora na mesa do chefe… Enfim, uma incompetência administrativa.

Nossa! Agora eu percebí onde fui parar com isso tudo – eu só queria escrever que os projetos onde eu estava trabalhando foram cancelados também. Felizmente eu já estava meio que esperando isso acontecer desde dezembro; então não veio como surpresa. “E agora?”, agora a gente segue trabalhando com alternativas para a Nokia; já que não dá pra contar com eles. Vamos nos inclinar para o lado da Microsoft e Windows Mobile. Aliás, coisa interessante para os nerds de plantão – estude Qt (www.trolltech.com) porque essa coisa vai dominar o munto, como diria Pink.

2 thoughts on “Crisis hit us

  1. Poisé pra vc ver… são 1 da manhã de sábado e eu to em casa, trabalhando na tese…
    as coisas mudam né😀
    mas vc tem razão, eu não dou as caras faz muuuuito tempo!
    vou aparecer na UTA essa semana então!

Leave a comment

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s